Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Aprovado projeto que obriga instalação de placas informativas sobre prática de atividades físicas

O plenário da Câmara Municipal de Parauapebas aprovou na sessão da última terça-feira (16) o Projeto de Lei nº 145/2021, de autoria dos vereadores Eliene Soares (MDB) e Francisco Eloecio (Republicanos), que dispõe sobre a instalação de placas informativas com orientações sobre a prática de atividades físicas e o uso correto dos equipamentos de ginástica em todas as academias públicas ao ar livre instaladas no município.

  • Publicado: Sábado, 20 de Novembro de 2021, 19h02

Conforme defenderam os autores da proposição, a prática de atividade física regular é fundamental para prevenir e controlar doenças cardíacas, diabetes e câncer, bem como diminuir os sintomas de depressão e ansiedade, reduzir o declínio cognitivo, melhorar a memória e exercitar a saúde do cérebro. “Estimativas conservadoras apontam que até cinco milhões de mortes por ano no mundo poderiam ser evitadas se a população global fosse mais ativa”, alertam.

Eliene e Eloecio apresentaram dados de órgãos oficiais revelando que no Brasil 45% da população não realiza o mínimo de atividade física recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e que só 30% da população é, de fato, muito ativa.

Especialistas recomendam que adultos façam atividade física moderada de 150 a 300 minutos ou atividade física intensa de 75 a 150 minutos, por semana, quando não houver contraindicação. A estimativa é de que a inatividade física seja responsável por 15% das internações no Sistema Único de Saúde (SUS).

Os vereadores informaram ainda que em Parauapebas há 15 mil jovens e adultos muito ativos nas academias e um total de 55 mil habitantes que cuidam do corpo, fazendo atividade física regularmente, em iniciativas que vão desde caminhadas pela Rodovia PA-275 até peladas no final de tarde.

“Este projeto de lei objetiva levar esclarecimento à população sobre o uso dos equipamentos e instrução e orientação acerca das atividades físicas em todas as academias públicas ao ar livre espalhadas em parques, áreas de lazer, praças e demais espaços públicos de Parauapebas”, justificam os propositores, adicionando que a proposta encontra lugar na dotação orçamentária de “Esporte, lazer, saúde e qualidade de vida”, que tem R$ 3 milhões e 793 mil reservados para finalidades dessa natureza este ano, o que implica dizer que não será criada despesa adicional.

O projeto de lei foi lido, discutido e aprovado por unanimidade em plenário, e será encaminhado para análise e eventual sanção do prefeito municipal.

Texto: Waldyr Silva / Fotos: Internet e Felipe Borges / AscomLeg2021

Fim do conteúdo da página